Sábado, 11 de Outubro de 2008

Down, down, down

 

Tinha um sonho profissional: trilhei um caminho para lá chegar. E agora tudo se torna questionável, tudo.

As coisas não são como as sonhamos.

 

Se o desânimo tivesse níveis, o meu seria underground :S

Foi um tiro no escuro...um tiro ao lado, parece-me.

disparado por Luna às 18:02
link do post | disparar | já dispararam (4)
Quinta-feira, 4 de Setembro de 2008

Vidas embargadas

Tenho a  minha vida pessoal embargada. Vivo, de momento, em função do embargo de duas outras vidas a que a vida uniu a minha.

Duas pessoas que amo. A vida encarregou-se de lhes unir as vidas e agora, à guisa de birra, decide que a felicidade de uma implica a infelicidade da outra.

Amo os dois. Quero ver os dois felizes.

 

 

E fico angustiada. Aquela sensação de dejà vue...

 

disparado por Luna às 19:07
link do post | disparar | já dispararam (2)
Terça-feira, 8 de Julho de 2008

Ressaca

Tenho andado ausente.

Ausente em todos os sentidos.

Ausente de mim até.

Sinto a falta dele.

E sinto também a minha falta, porque já não sou mais eu.

Sinto ainda mais a sua indiferença. Sei que é forçada, mas fere-me.

Não estava bem com ele. Sufocada.

Mas não estou bem sem ele. Sozinha. Perdida. Desorientada.

 

Grrrrrr.... Onde estou 'eu'?

 

 

 

disparado por Luna às 21:34
link do post | disparar
Terça-feira, 24 de Junho de 2008

(en)FIM

Já não é novidade que a minha vida anda atribulada... a todos os níveis.

Ou então não. Se calhar sou eu que dramatizo e generalizo os insucessos de um campo a todos os outros campos. Ou então, é tudo cansaço... talvez seja... E se assim for, depois das férias volto ao "eu habitual".

Mas não. Esse "eu" a que me refiro não voltará. Será um outro eu, parecido ao anterior, mas não esse. Porque 'ele' já não está lá...

É curioso como as pessoas aparecem, assim por  coincidência, e vão ficando, ficando, até que um dia já não nos sabemos definir sem essa outra pessoa.

Aconteceu comigo. Quatro anos de namoro! Quatro anos! Quatro anos de tanta coisa - quase tudo coisas boas. Mas o tempo é implacável e as boas recordações não sustentam uma relação que se esgotou em si mesma.

Acabou.

Não estou bem com ele, isso é certo... mas também não estou bem sem ele.

 

:
música: Your Waltz - Rita RedShoes
disparado por Luna às 14:21
link do post | disparar | já dispararam (2)
Domingo, 25 de Maio de 2008

Soube a pouco...

 

O estado de bloqueio intelectual arrastou-se até hoje. Tenho trabalho pendente a reclamar resolução urgente, mas são em vão as horas a fio em frente ao computador. Não adianta. Não sai nada e o pouco que sai fica a dever muito aos padrões de qualidade.

 

Por isso, viro as costas ao computador decidida a fazer-me uma concessão: duas horas só para mim.

Banho demorado, creme hidratante, essências perfumadas relaxantes, manicure, pedicure, e bricolage capilar (como gosto de chamar às minhas sessões de escova & secador).

A rematar, um café e um pecado calórico, para contentar a depressão.

 

Let’s go back to work now.

 

 

disparado por Luna às 21:24
link do post | disparar | já dispararam (8)
Sábado, 24 de Maio de 2008

Muro das lamentações

Estou bloqueada.

Bloqueio intelectual, bloqueio emocional, BLOQUEIO TOTAL...

Não sou capaz de desempenhar as minhas funções como de ordinário; não sou capaz de amar ou deixar-me amar ... mas isso não sei se alguma vez fui.

Sinto-me em processo de metamorfose: olho para dentro de mim e observo a minha transformação. E não acho que esteja a evoluir no bom sentido.

 

Bahhh... não gosto do eu que cresce em mim!

 

música: Shadow of the day - Linkin Park
tags:
disparado por Luna às 14:08
link do post | disparar | já dispararam (7)
Quarta-feira, 16 de Abril de 2008

Há dias em que o que sinto não cabe em mim. Por isso partilho o que sinto, antes que transborde... Uns dizem que falo pelos cotovelos (aliás, a maioria dos que o pensam, não o dizem); outros dizem que sou transparente.
Costumo gostar de ser assim.
Mas há dias em que me arrependo assim que abro a boca. Porque não sinto transparência do lado de lá. Começo a descareditar nas pessoas. Misantropia, crise existencial, choque de realidade ... o que queiram chamar-lhe.

Tudo isto para dizer que hoje, que me sinto só, este post mexeu comigo.

disparado por Luna às 00:01
link do post | disparar | já dispararam (4)
Sexta-feira, 11 de Abril de 2008

(Quase) morta ... de cansaço

Se nos próximos dias não der sinais de vida, é favor fazer-me uma homenagem post mortem.
Agradecimentos prévios, que eu cá não sou mal agradecida, não senhora.
:
música: I will survive
disparado por Luna às 23:21
link do post | disparar | já dispararam (5)
Quinta-feira, 3 de Abril de 2008

...

Estou cheia de medo.
Medo do desconhecido. Medo do conhecido. Medo de fugir ao desconhecido e na fuga me deparar com aquilo que abomino no que é conhecido. Medo de que o conhecido se revele, afinal, desconhecido. Medo do que possa vir a conhecer.
Medo, medo, medo....
tags:
disparado por Luna às 00:45
link do post | disparar | já dispararam (2)
Domingo, 30 de Março de 2008

It's all about yourself

Há uns tempos li um artigo que versava sobre um dos mais controversos sentimentos: a inveja. O raciocínio apresentado tinha, a meu ver, toda a lógica e rezava mais ou menos assim: a inveja é o resultado de uma avaliação que fazemos intuitivamente ao nosso próprio desempenho por relação ao desempenho daqueles que partiram de iguais circunstâncias. Eis porque não sentimos inveja do Michael Jackson ou da Madonna. Por norma, apenas sentimos inveja daqueles que nos são próximos - eles funcionam para nós como um reflexo de nós mesmos. Se, tendo partindo de circunstâncias semelhantes, os nossos pares atingiram um patamar de sucesso superior ao nosso, isso signfica o nosso fracasso. Daí o sentimento de inveja, que é no fundo uma manifestação de desagrado do nosso ego para consigo mesmo.

Ora, esta explicação, se bem que lógica, deixa-me desconfortável. Pois se a inveja apenas faz sentido entre pares, o ideal de amizade incondicional fica assombrado.

disparado por Luna às 21:38
link do post | disparar
Sexta-feira, 28 de Março de 2008

...

Há alturas em que pior do que não ter alternativas, é ter imensas alternativas, todas com peso equivalente na balança dos prós e contras.
E nessas alturas, decidir não é mais do que arriscar .... um tiro no escuro, portanto.

                                              





tags:
disparado por Luna às 23:38
link do post | disparar | já dispararam (1)
Sábado, 15 de Março de 2008

...

Acho que estou a precisar de reler Kant. Ver se reencontro o fundamento da moralidade.

(...)

Cá está.

"O imperativo categórico, é portanto, só um único, que é este: «Age apenas segundo uma máxima tal que possas ao mesmo tempo quere que ela se torne lei universal»"

(Kant, E., (1875), Fundamentação da Metafísica dos Costumes, Porto Editora (1995), p. 59)


Vou arranjar um bloco de notas e escrever a máxima até a consciência acusar alguma moralidade.
música: Rehab - Amy Winehouse
tags:
disparado por Luna às 11:38
link do post | disparar
Segunda-feira, 3 de Março de 2008

Nem todos somos poetas

Admiro os poetas, artesãos das palavras.

Oxalá fosse também eu capaz de as moldar e dar forma com donaire, como faz ao barro o oleiro. Oxalá fosse capaz de lhes mudar o sentido sem que, ainda assim, perdessem sentido, como fazem os poetas.

Mas não. Fico tolhida ante a polissemia das palavras. Apenas sou capaz de lhes reconhecer sentidos já definidos por outrem. E isso exaspera-me. Porque receio que, mais do que uma inaptidão para malabarismos lexicais, traduza uma deficiência passional. Acho que não sei sentir, como os poetas fazem. E isso exaspera-me.

:
música: If I had eyes - Jack Johnson
tags:
disparado por Luna às 23:45
link do post | disparar | já dispararam (1)

.

.tags

. (f)utilidades(5)

. absurdos muito absurdos(3)

. boas ideias(11)

. calor(1)

. cenas giras(1)

. citações(1)

. coisas de mulher(1)

. coisas duvidosas(2)

. coisas minhas(12)

. coisas sérias(10)

. contingências(2)

. crises(13)

. crítica(9)

. de loucos(1)

. decisões(2)

. desabafos(3)

. despedidas(2)

. dias não(5)

. disparates(10)

. dúvidas(3)

. estados da alma(3)

. fases(1)

. filosofia(s) de vida(5)

. fragmentos(3)

. humor(1)

. males de amor(8)

. media(6)

. momentos(25)

. muito calor(1)

. música(10)

. on fire(1)

. on the road - the bowmans(1)

. opiniões(15)

. pensamentos(1)

. pensamentos e outros momentos(2)

. poesia(1)

. postais(1)

. re(in)gressos(1)

. recordações(3)

. revelações(2)

. saúde(1)

. shut! ;)(3)

. sonhos(1)

. sos(1)

. todas as tags

.Últimos disparos...

. Down, down, down

. Vidas embargadas

. Ressaca

. (en)FIM

. Soube a pouco...

. Muro das lamentações

.

. (Quase) morta ... de cans...

. ...

. It's all about yourself

. ...

. ...

. Nem todos somos poetas

.Arquivos

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.Janeiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Ligações

.pesquisar